Upherb logo

Pesquisa

Manejo Químico

CLODINAFOPE-PROPARGIL

Eng. –Agr. Dr. Mauro Antônio Rizzardi Professor da Universidade de Passo Fundo, RS

2-propynyl(2R)-2-[4-[(5-chloro-3-fluoro-2-pyridinyl)oxy]phenoxy]propanoate é uma molécula disponível para uso na modalidade de pós-emergência nas culturas da Soja e Trigo. As suas principais características podem ser visualizadas no Quadro 1.



Quadro 1 – Algumas propriedades físico-químicas do clodinafope-propargil


Uso herbicida

Cloifinafope é classificado no Grupo 1 (WSSA) e no Grupo A (HRAC), mecanismo de ação “Inibidores da enzima Acetil Coenzima-A Carboxilase (ACCase)”. Grupo químico ariloxifenoxipropionatos.
Herbicida seletivo para o controle de espécies gramíneas (Quadro 2). 

Quadro 2 – Plantas daninhas controladas com o herbicida clodinafope-propargil



*Produto comercial = Topik® 240 EC.

    
Comportamento na planta

Herbicidas do grupo dos ariloxifenoxipropionatos, como clodinafope-propargil, inibem a enzima ACCase. Essa enzima é chave para a biossíntese de ácidos graxos pelas plantas (Figura 1). 

O crescimento das plantas sensíveis é inibido 48 horas após a sua aplicação. Os primeiros sintomas são caracterizados pela necrose da região basal das folhas, que passam a ser facilmente destacadas da planta. As folhas das plantas daninhas tornam-se amarelas e em alguns casos avermelhadas, com morte do ponto de crescimento. A morte completa das plantas ocorre entre 1 a 3 semanas após a aplicação, variando com a espécie e o estádio de desenvolvimento da planta.

Clodinafope é rapidamente absorvido pelas folhas, sendo que 30 minutos após a intercepção o produto já se encontrará no interior da folha. A absorção é favorecida em ambientes de elevada umidade do ar. A adição de adjuvantes é fundamental para maior absorção, principalmente em ambientes de reduzida umidade.

A sua translocação em gramíneas ocorre predominantemente pelo floema, com rápido acúmulo nos tecidos meristemáticos. A translocação é favorecida em ambientes de temperatura e umidade mais elevadas.

Em Trigo, clodinafope é rapidamente metabolizado a conjugados de açúcar. O primeiro passo é a clivagem da forma éster para a forma ácida. Posteriormente, os ácidos livres sofrem hidroxilação e posterior clivagem. O resultado dessa metabolização é a produção de produtos como a glicose, que é incorporada no metabolismo da planta de trigo.



Figura 1 – Inibição da rota de síntese dos ácidos graxos pelo herbicida clodinafope-propargil


Comportamento no solo

    Herbicida não volátil, com média a baixa adsorção ao solo. No solo, clodinafope é rapidamente dissipado, apresentando meia-vida muito baixa (Quadro 1).
                

Bibliografia consultada
Weed Science Society of America. Herbicide Handbook. WSSA (Lawrence). Edição 10, 
         2014. 513p.
     
 
 

CONTATO

Entre em contato conosco

O UP-Herb – Academia das plantas daninhas disponibilizará:

  • Palestras técnicas presenciais ou online
  • Webinars
  • Cursos de curta duração
  • Treinamentos e consultoria in loco